O que Os Selos de Isaías e Ezequias Dizem

O que Os Selos de Isaías e Ezequias Dizem

Uma das maiores relações de rei-profeta traz uma mensagem inspiradora de esperança


Tradução: Vinícius

O artigo “O que Os Selos de Isaías e Ezequias Dizem” (Original em inglês: “How the Seals of Isaiah and Hezekiah Speak”), por  Gerald Flurry, fora publicado, inicialmente, em 23 de julho de 2018 no site Watch Jerusalem. Usado com permissão.


Dois artefatos arqueológicos importantes tiveram sua estréia mundial durante uma exposição em nossos escritórios em Edmond, Oklahoma, no dia 10 de Junho. A exibição chamada “Selos de Isaías e Rei Ezequias descobertos” traz dois selos de argila, prova arqueológica definitiva, do Rei Ezequias e o que acreditamos ser o profeta Isaías, descobertos em Jerusalém logo ao sul do Monte do Templo. Ela traz também outros 36 artefatos do período de Israel antiga em que esses dois homens viveram. Nós estamos animados para trazer essa prova eletrizante da veracidade bíblica.

Em seu discurso, o Dr. Oren, que também é um notório historiador, falou sobre a controvérsia dentro da arqueologia – o que vários artefatos significam, o que eles nos dizem sobre a história e para quem isso é importante. Porém, acredito que existe um princípio arqueológico que, se seguido, unificaria a comunidade arqueológica.

Há cinquenta anos, Herbert W. Armstrong, o homônimo de nossa universidade, iniciou uma maravilhosa parceria com o Prof. Benjamin Mazar. Eles começaram a trabalhar juntos em projetos arqueológicos em 1968. Eu estava lá e sempre apoiei os esforços do Sr. Armstrong em Jerusalém. Eu estava muito animado com esses projetos. Quanto mais você explora a Bíblia, mais a vontade de explorar Jerusalém crescerá.

Continuamos esta parceria “ponte de ferro” com a neta do professor Mazar, Dra. Eilat Mazar.

Eilat já disse repetidamente que, quando escavamos, precisamos “deixar as pedras falarem” – permitir que as descobertas forneçam a evidência de seu contexto histórico. Eu acredito plenamente que se todos seguissem esse princípio, teríamos a maior parte das controvérsias removidas e nos uniríamos mais.

A Dra. Mazar e eu temos opiniões diferentes e crenças religiosas diferentes. Hoje, quero lhe dar minha visão sobre esse assunto: deixe falar as pedras do rei Ezequias e de Isaías. Quanto mais olhei para isso, mais inspirado e esperançoso eu me tornei.

Relação Rei-Profeta

O que torna esses dois selos de argila mais fascinantes do que outros achados arqueológicos é que eles representam uma relação rei-profeta singular. Esses dois homens estavam trabalhando juntos na maior parceria entre rei e profeta desde o rei Davi e Samuel. Encontrar esses selos nos mesmos estratos de solo – do mesmo período histórico e a poucos metros um do outro – mostra o quão próximo esses homens trabalhavam.

Há uma controvérsia em torno do selo de Isaías, se pertenceu ao profeta ou a alguma outra pessoa. Eu acredito que quando você olha para o peso da evidência a respeito do profeta Isaías, isso não deve ser considerado de outra maneira. (Nós, juntamente com a Dra. Mazar, escrevemos extensamente sobre este tópico). Há 16 versos bíblicos onde o Rei Ezequias e o Profeta Isaías são mencionados juntos. O fato de esses artefatos terem sido encontrados tão próximos é perfeitamente consistente com o relato da Bíblia sobre esse relacionamento.

Um milagre motivador

O rei Ezequias é considerado um dos reis mais justos a governar Judá desde o tempo de Davi. “E ele [Ezequias] fez o que era certo aos olhos do Senhor, conforme tudo o que Davi, seu pai, tinha feito” (2 Crônicas 29: 2). Ezequias entrou e purificou o templo que Salomão havia construído. Ele restaurou os sacerdotes e levitas para seus deveres ordenados por Deus. Ele restabeleceu a mensagem de Deus em Judá. Sob sua liderança, a maioria da nação estava se afastando de sua idolatria e em direção a Deus.

Mas uma grande crise estava bem à porta de Judá: o exército assírio. Ezequias tinha fraquezas, assim como qualquer um de nós. E por alguns dos artefatos que foram descobertos de seu reinado, podemos ver que ele tinha um relacionamento com o Egito. Ele buscou uma aliança com os egípcios em um esforço para manter Senaqueribe, o líder da Assíria, fora de Judá. O profeta Isaías havia advertido Ezequias contra essa opção. Mas ele não ouviu o homem de Deus naquele momento.

Deus estava infeliz com o que Ezequias estava fazendo. Como forma de correção, Ele permitiu que Senaqueribe e seu gigantesco exército invadissem Judá e conquistassem 46 cidades poderosamente fortalecidas! Isso foi profundamente alarmante para Ezequias. Porém, mais uma vez, ao invés de olhar para Deus e Seu profeta, Ezequias foi ao templo, despiu-o de ouro e prata e pagou tributo a Senaqueribe. Ele esperava poder comprar proteção olhando para um homem – um erro monumental.

Esse tributo apenas encorajou Senaqueribe a redirecionar seu ataque a Jerusalém. Ele enviou uma carta a Ezequias proclamando que, depois de atacar o Egito, ele retornaria a Jerusalém. Nele, Senaqueribe zombou e insultou o grande Deus – tudo para sua profunda vergonha!

Por fim, Ezequias escolheu uma resposta diferente. “E Ezequias recebeu a carta das mãos dos mensageiros, e leu-a: e Ezequias subiu à casa do Senhor e a estendeu perante o Senhor” (2 Reis 19:14). No templo, Ezequias clamou a Deus. Ele não mais confiaria em homens ou riquezas para proteção. Ele começou a olhar para Deus. E coisas incríveis começaram a acontecer.

Deus ouviu a oração de Ezequias e enviou-lhe Isaías com uma mensagem. O rei e o profeta estavam agora trabalhando juntos. Isaías disse: Portanto, assim diz o Senhor acerca do rei da Assíria: Ele não entrará nesta cidade, nem atirará uma flecha ali, nem chegará ante ela com escudo, nem abrirá uma margem contra ela. Pelo caminho que ele veio, pelo mesmo voltará, e não entrará nesta cidade, diz o Senhor. Porque defenderei esta cidade, para a salvar por amor de mim e por meu servo Davi ”(versos 32 a 34).

O exército de Senaqueribe acabou sitiando Jerusalém. Cento e oitenta e cinco mil soldados cercaram a cidade. Ninguém podia entrar e ninguém podia sair. A cidade estava pronta para morrer.

Mas Deus cumpriu o que Ele havia prometido. Quando os vigias da cidade acordaram uma manhã, viram que o exército gigante de Senaqueribe, todos os 185.000 homens, estavam mortos! Deus enviou um anjo para destruir um exército inteiro! Deus protegeu Jerusalém de um modo milagroso pelo amor de Davi e por sua causa!

Depois que todo o seu exército foi destruído, Senaqueribe retornou a Nínive. Ele havia sido profundamente humilhado. Mas ele ainda registrou sua conquista de 46 cidades.

Este grande rei gentio havia conquistado Laquis, a segunda maior cidade de Judá. Ele registrou esse evento em relevos de parede em seu palácio em Nínive. Ele estava tão orgulhoso de suas realizações. Ele gabou-se porque “trancou [Ezequias] como um pássaro enjaulado em sua cidade real de Jerusalém”. E é aí que o registro secular da história termina. Através de artefatos como os relevos de parede de Taylor Prism e Lachish, Senaqueribe documentou suas conquistas bem-sucedidas. Mas em relação a Jerusalém, ele não conseguiu documentar a única noite que mudou tudo – para aquela cidade, para Judá e para a superpotência assíria.

Algum tempo depois de seu retorno, dois de seus filhos o assassinaram e depois fugiram para a Armênia. Outro filho acabou se tornando o rei da Assíria.

Por que você acha que os filhos dele o mataram? Você acha que isso teve a ver com essa derrota atordoante – o fato de que em uma noite o exército assírio foi completamente exterminado por um anjo de Deus?

Você não pode confiar sempre no histórico e na documentação dos homens. Mas você pode sempre confiar na verdadeira história da Bíblia. Esta é uma lição difícil para a humanidade aprender. Eu olhei para a história de Senaqueribe sob o ângulo de documentos seculares e registros bíblicos, e toda vez que leio o que a Bíblia diz, fico cada vez mais impressionado, movido e motivado para agir!

E duas figuras importantes no centro desta história notável deixaram selos no solo de Jerusalém!

Selo de Ezequias

Quando você olha para o selo do rei Ezequias, você precisa perguntar por que ele criou um selo representando um sol com duas asas viradas para baixo?

O segundo livro dos Reis, no capítulo 20, nos conta que na época das conquistas da Assíria, Ezequias estava “doente”. Deus realmente estava testando e tentando esse rei. Humilhado por sua doença, Ezequias fez uma oração sincera e chorosa a Deus. Deus então disse a Isaías: “Torna a ir, e dize a Ezequias, capitão do meu povo: Assim diz o Senhor, o Deus de Davi, teu pai: Ouvi a tua oração, vi as tuas lágrimas; eis que te sararei; no terceiro dia subirás à casa do Senhor. E acrescentarei aos teus dias quinze anos; e eu te livrarei, e esta cidade, da mão do rei da Assíria; e defenderei esta cidade por mim mesmo e por meu servo Davi” (versos 5 e 6).

Depois de receber essa promessa, Ezequias pediu um sinal como prova de que Deus iria curá-lo. Ele recebeu a opção de ver o sol se mover para frente ou para trás. Ezequias sabia que o sol avança todos os dias, então ele queria que voltasse. E é exatamente isso que Deus fez! A sombra no mostrador do sol recuou 10 graus. O sol se moveu para trás como um sinal para este grande rei que Deus não apenas o curaria, mas também curaria Jerusalém e todo o Judá! Deus acrescentou 15 anos à vida de Ezequias. Esta é uma parte poderosa desta história!

As asas no selo de Ezequias representam a cura e a proteção de Deus. Este é o simbolismo encontrado em toda a Bíblia. O Salmo 84:11 diz que “Deus é sol e escudo”; O Salmo 91: 4 diz que podemos nos refugiar sob as asas de Deus; Ezequiel 16: 8 diz que Deus nos cobrirá com proteção. Esses versículos explicam por que Ezequias usaria tal simbolismo em seu selo real.

A Bíblia Interpreta Seu Próprio Simbolismo.

“Mas a vós, que temem o meu nome, nascerá o sol da justiça, com cura nas suas asas; e saireis e crescerás como bezerros do estábulo” (Malaquias 4: 2). Este é essencialmente o mesmo simbolismo no selo de Ezequias. Deixe a pedra de Ezequias falar! Este verso fala com uma voz estrondosa hoje! Deus curou Ezequias e toda a nação! Esse selo é uma lembrança impressionante da proteção de Deus. Que promessa maravilhosa de Deus que Ele “se levantará com a cura em suas asas”. Que cura milagrosa!

Nossa fé pode enfraquecer, assim como fez Ezequias. Estamos sujeitos ao pecado, assim como um dos maiores reis de Judá. Mas Ezequias realmente sabia como mudar as coisas. Que história inspiradora é essa!

A Dra. Mazar disse que o projeto do selo de Ezequias foi criado após a invasão da Assíria. Por que Ezequias escolheria esse projeto para seu selo? Ele quer que nos lembremos dessa história milagrosa. Estamos falando de milagres que estão agitando o universo! Eu não sei como alguém não pode ser profundamente tocado por essa verdade maravilhosa.

Mensagem de Isaías para Hoje

O rei Ezequias trabalhou bem de perto com um dos maiores profetas da Bíblia. Isaías advertiu Judá fortemente em seu livro. Mas ele não escreveu esta mensagem para o seu dia. Deus o instruiu: “Agora, escreva-os diante deles em uma tabela, e anote-os em um livro, para que seja para sempre, para todo o sempre” (Isaías 30: 8). Este versículo está se referindo aos últimos dias – a era que leva à vinda do Messias. Muitas outras escrituras mostram que esta é a hora em que vivemos hoje!

Em seu livro, Isaías se esforçou para registrar toda a história de Ezequias, que também é registrada em 2 Reis. Por que ele faria isso? É porque essa história é relevante para o nosso tempo! Estamos vivendo nos últimos dias. Deus quer que voltemos a esse exemplo e aprendamos algumas das maiores lições da Bíblia.

Se você realmente acredita na Bíblia, então você pode entender algumas lições poderosas dela.

O mundo está ficando muito perigoso. Quer as pessoas percebam ou não, ameaças como poderosos exércitos estrangeiros estão aumentando. O exemplo de Ezequias e Isaías trabalhando juntos mostra como tais ameaças podem ser superadas! Essa combinação é um dos exemplos mais poderosos da Bíblia de um rei trabalhando com um profeta. Eles nos dão um exemplo surpreendente do tipo de milagre que pode vir de tal parceria!

O livro de Isaías contém algumas das profecias mais inspiradoras da Bíblia. Por exemplo, Deus diz em Isaías 51:16: “E eu pus as minhas palavras na tua boca, e te abriguei na sombra da minha mão, para que eu possa plantar os céus e lançar os fundamentos da terra, e Dize a Sião: Tu és o meu povo.”

O que Deus quer dizer quando Ele diz que “plantará os céus”? Muitos versos mostram que Ele vai embelezar todo o universo! Ele fará com que a Terra floresça como uma rosa, e então Ele expandirá essa beleza para o cosmos! Isaías 9: 7 diz que “do aumento do governo [de Deus] e da paz não haverá fim” – para sempre!

Deus está planejando para esse futuro agora. Você pode fazer parte disso.

Você pode ver porque Deus quer manter viva a visão de Ezequias e Isaías. Que as pedras de Ezequias e Isaías falem. A história que eles representam é inspiradora se realmente acreditarmos nisso. Essas pedras têm uma voz trovejante de esperança para qualquer idade – mas especialmente para o tempo que vivemos hoje!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.